Mostrar Aviso
Compartilhe:

Quando eu vou receber minha restituição do IR 2021?

Muitas pessoas têm dúvidas a respeito de quando vão receber a restituição do IR 2021, afinal, ao fazer a declaração – quando o imposto fica retido na fonte – a grande ansiedade é saber quando a Receita Federal irá começar a depositar o valor que nos é de direito. No texto de hoje, trouxemos o calendário completo do Imposto de Renda 2021, incluindo também os prazos para restituição, dependendo de qual alíquota você estará enquadrado. Lembrando que, quanto antes você entregar a declaração, mais cedo você receberá a sua restituição. Veja abaixo tudo que trouxemos sobre esse assunto tão importante!

Conheça abaixo o prazo de restituição do IR 2021!

Sem mais delongas, vamos contar todos os prazos do IR 2021, incluindo o prazo de restituição do Imposto, algo que muita gente espera ansiosamente e que pode variar um pouco no valor, dependendo do quanto ficou retido na fonte e também de alguns gastos essenciais que você declarou na hora do preenchimento. Vamos lá?

1- Prazo para entregar a declaração

Primeiro, vamos começar com o prazo da declaração em si. Até pouco tempo atrás, o prazo era até 30 de Abril, porém, a Receita Federal prorrogou o prazo para o dia 31 de maio. Ou seja, até essa data você pode entregar a sua declaração sem nenhuma multa ou qualquer outro problema com os órgãos fiscalizadores. Mas vale dizer que, quanto antes você entregar a declaração, mais cedo irá receber a restituição. Então, para quem tem pressa, a melhor estratégia é entregar a declaração rapidamente para evitar ficar com a última alíquota – que iremos explicar abaixo quando será!

2- Prazo de Restituição do IR 2021

Agora que você já sabe até quando você pode entregar a sua declaração, vamos explicar qual é o prazo para restituir o seu Imposto. De forma geral, é interessante explicar que a Receita Federal divide as restituições em alíquotas e que cada pessoa recebe em uma data específica dentro dessa alíquota. Ou seja, de qualquer maneira, você vai receber em uma dessas datas abaixo:

  • 1º: 30/05/2021
  • 2º: 30/06/2021
  • 3º: 30/07/2021
  • 4º: 30/08/2021
  • 5º: 30/09/2021

O que se sabe é que, normalmente, quem entregou a declaração primeiro recebe antes de quem deixou para o último momento. Vamos supor que você deixou para entregar sua declaração no último dia: é muito provável que você só irá receber no dia 30 de setembro, quando será paga a última alíquota do Imposto de Renda. Mas não existe uma fórmula precisa e a Receita Federal não divulga exatamente quando as pessoas irão receber de acordo com o dia em que fizeram a declaração, porém, fica subentendido que quem entregou primeiro se enquadre nas primeiras alíquotas e quem entregou depois se enquadre nas últimas alíquotas. Seja como for, quanto antes você entregar, melhor – e mais chances de que você se enquadre nos primeiros pagamentos. Além disso, entregar antes te dará mais tempo para fazer a declaração com calma e sem desespero – e de contratar um contador especialista se for preciso.

Existe como saber quando eu irei receber?

Como explicamos acima, infelizmente não é possível saber em qual alíquota você irá se enquadrar para receber a restituição do IR 2021. Mais uma vez, é interessante entregar a declaração o mais rápido possível para tentar receber o quanto antes, porém, não é possível estimar exatamente quando isso vai acontecer, diferente de quando você tem imposto a pagar, quando você escolhe as datas de pagamento e em quantas vezes deseja parcelar, se for o caso. Como há essa dúvida, a dica de todos os contadores é agilizar os processos para garantir um pagamento mais rápido. Por exemplo: quem entregou a declaração assim que o programa foi liberado, provavelmente já irá receber a restituição em Maio, no dia 30. Quem ainda não entregou irá ficar com as alíquotas posteriores, muito provavelmente. E quem deixar para o fim do prazo, é provável que receba apenas em setembro.

Vale a pena deixar para entregar a declaração depois?

Para quem recebe nos últimos lotes, pode haver a vantagem de deixar o dinheiro render de acordo com a taxa SELIC. No ano passado, por exemplo, esse rendimento passou a ser oferecido a partir do terceiro lote, porém, para valores muito pequenos pode ser mais vantajoso receber o quanto antes ao invés de deixar o dinheiro rendendo. O ideal é consultar o seu contador para que ele te ajude a tomar a melhor decisão – ele é a pessoa mais adequada a te auxiliar em um processo tão específico como esse.

Como consultar o valor da minha restituição?

Assim que você entregar a sua declaração, já é possível saber quanto será a restituição. Em relação ao prazo, porém, só será possível fazer essa consulta no site da Receita Federal, algum tempo depois da entrega – e próximo do lote onde você está enquadrado. Em geral, isso estará disponível uma semana antes da data de pagamento da alíquota – então, se você está curioso ou tem planos para o direito, sempre uma semana antes de cada alíquota, vale a pena fazer uma consulta para saber se você será contemplado naquela data. De qualquer maneira, saiba que o prazo máximo é em Setembro e se programe para isso.

Gostou das dicas de hoje? Compartilhe o texto nas redes sociais com seus amigos e familiares. E não deixe de acompanhar nosso blog! Até o próximo artigo!

Fale com o consultor, é grátis :)