Mostrar Aviso
Compartilhe:

Prorrogação do IR 2021 – Até quando posso declarar?

A prorrogação do IR 2021 é uma mão na roda para aqueles que deixaram para a última hora e perderam o prazo final. De forma geral, com a prorrogação, não serão aplicadas multas para quem deixou de entregar no último prazo, que era do dia 30 de abril. Portanto, se você o perdeu, agora é o momento de correr para pegar o novo prazo final, que já adiantamos que será até o dia 31 de maio.

No texto de hoje, vamos explicar um pouco sobre como funcionam os prazos do IR 2021 e trouxemos também algumas dicas para que você não perca mais a data limite, já que não há indícios de que haverá nova prorrogação. Veja abaixo!

Por que houve prorrogação do IR 2021?

A decisão de prorrogar a entrega do IR 2021 tem como principal intuito diminuir os impactos causados pela pandemia de covid-19 e ajudar as pessoas a entregarem suas declarações com mais calma. Além disso, para quem irá pagar o IR, há um prazo maior para realizar esse pagamento, o que ajuda na hora de reunir o dinheiro necessário para isso, já que nem todo mundo se preocupa em fazer uma poupança para o Imposto de Renda.

Pensando nisso tudo, a Receita Federal chegou a cogitar deixar o prazo final para junho, porém, essa proposta foi recusada pelo Presidente Bolsonaro, que o manteve para 31 de maio.

Dicas para não perder o prazo final do IR 2021

Não perder o prazo final do IR 2021 é fundamental para que você não pague multas desnecessárias, que podem ir de R$165,00 até 20% do imposto devido. Ou seja, você pode pagar um valor muito alto por deixar de entregar sua declaração. Então, não deixe de seguir algumas dicas importantes que trouxemos abaixo!

1- Procure um contador especializado para que ele possa te ajudar

O prazo da prorrogação do IR 2021 está quase no fim, portanto, é bastante importante procurar um contador para que ele possa te ajudar a fazer a declaração o mais rápido possível e evitar as multas por atrasos que já citamos logo acima. O contador está acostumado a lidar com prazos curtos, então, a ajuda dele vai ser de grande valia para que você consiga fazer a entrega até o dia 31 de Maio sem erros, porque é muito comum que os contribuintes, na pressa de entregar a declaração, acabem cometendo erros que vão causar a malha fina. O ideal é chegar até o contador já com todos os documentos necessários para o preenchimento, porém, se faltar alguma coisa, ele poderá te solicitar rapidamente, com muito mais precisão do que uma pessoa comum faria. Se você está enrolado com os prazos do Imposto de Renda 2021, entre em contato conosco para que possamos marcar uma reunião online ou até mesmo a presencial – com todos os cuidados relacionados ao coronavírus. Vamos te ajudar a entregar o seu Imposto de Renda o mais rápido possível e sem multas!

2- Reúna os documentos necessários!

Essa dica vai tanto para quem irá contratar um contador, como para quem irá fazer declaração de imposto de renda sozinho. O ideal é reunir todos os documentos necessários antes de começar a fazer o preenchimento da declaração porque isso permite mais rapidez e facilidade na hora de jogar essas informações no programa. Além disso, você fará uma dupla conferência: uma na hora de reunir os documentos e outra na hora de começar a  preencher o IR 2021 – o que diminuirá as chances de erros. Por isso, fica uma dica extra: sempre tenha os documentos em mãos com antecedência, especialmente aqueles que comprovam o quanto você recebeu dos seus clientes, no caso de empresários empreendedores.

3- Não deixe para o último minuto

Não é porque houve a prorrogação do prazo para entregar a declaração do IR 2021 que você deve deixar para última hora para realizar a declaração. É fundamental começar o quanto antes a reunir os documentos e a procurar o contador, porque ele pode ter uma fila de espera com outros clientes a atender. Além disso, o seu caso pode precisar de um tempo a mais para que a declaração fique da melhor maneira possível e para que se evite ao máximo a malha fina.

Conclusões

A prorrogação do IR 2021 irá ajudar muitas pessoas que não tiveram tempo de entregar a declaração até maio. Porém, é essencial começar o quanto antes a reunir os documentos e a entrar em contato com o seu contador de confiança, afinal, não há indícios de que haverá uma nova prorrogação até junho. Além disso, quanto antes você entregar, antes irá receber o valor da sua restituição, que pode se estender até setembro. Quem tem valor a receber, o mais vantajoso é entregar a declaração com antecedência e ficar entre os primeiros lotes de restituição. As datas são:

  • 1º lote: 31 de maio
  • 2º lote: 30 de junho
  • 3º lote: 30 de julho
  • 4º lote: 31 de agosto
  • 5º lote: 30 de setembro

Lembrando que não é possível saber exatamente em qual lote você irá se encaixar, porque tudo depende de quando foi feita a declaração e entregue aos fiscos. Porém, a dica é sempre tentar fazer a declaração com o máximo de antecedência, tentando se encaixar nos lotes iniciais. Gostou das dicas de hoje? Compartilhe o texto nas redes sociais com seus amigos e familiares. E não deixe de nos visitar para mais informações sobre o IR 2021 e outros assuntos contábeis!

Fale com o consultor, é grátis :)