Mostrar Aviso
Compartilhe:

Quais profissões que permitem a atuação como freelancer? Conheça 5!

Com a pandemia de coronavírus, as pessoas passaram a trabalhar muito mais em casa e por conta própria, atuando como autônomos, na maioria das vezes. Entre os principais profissionais que atuam dessa forma, estão os freelancer que, nada mais são do que pessoas que trabalham por meio de prestação de serviços e sem vínculo trabalhista com empresas. No texto de hoje, separamos cinco profissões que permitem a atuação como freelancer. Veja abaixo quais são elas!

Conheça 5 profissões que permitem a atuação como freelancer!

Sem mais delongas, abaixo trouxemos cinco opções de profissões que podem permitir a atuação como freelancer, ou seja, sem necessariamente haver o vínculo trabalhista com uma empresa. Vamos lá?

1- Programadores de TI

A nossa primeira dica para quem quer atuar como freelancer, é pensar na área de tecnologia, uma das que mais estão contratando nos últimos anos. A área de TI, além de ser muito bem remunerada, ainda permite a atuação dentro de casa, por meio de prestação de serviço para empresas e pessoas físicas. Isso porque o trabalho geralmente é mais introspectivo e envolve, basicamente, a interação entre o profissional e o computador.

Os profissionais de TI são pessoas com nível de conhecimento aprofundado e neste momento da pandemia do coronavírus estão muito solicitados, já que o mundo digital se tornou muito mais próximo da nossa realidade. Outra coisa que vale a pena citar é que muitas lojas estão migrando para o e-commerce – e isso faz com que pessoas especializadas em tecnologias sejam ainda mais requisitadas.

2- Designers gráficos

Ainda falando sobre profissionais muito ligados ao mundo digital, os designers gráficos estão entre os mais solicitados durante a pandemia e por meio da contratação freelancer. Um dos motivos para isso, é que esse tipo de profissional pode atuar dentro de casa sem nenhum tipo de problema para sua produtividade, especialmente porque ele também não precisa de uma interação presencial, podendo conversar com os clientes por vídeo chamada, algo que tem se tornado muito comum nos últimos meses. O designer pode ser contratado tanto por agências de publicidade quanto por clientes diretos, seja para criar uma arte específica ou mesmo para desenvolver o layout de um site, por exemplo. Não importa qual for o tipo de contratação, esse é um profissional que dificilmente fica sem trabalho, justamente porque ele faz parte de uma parte importante da criação de sites e redes sociais de uma empresa. 

3- Profissionais de marketing

Quando pensamos em criação de sites, layouts e redes sociais, precisamos de um time que seja composto por profissionais de TI, designers gráficos e profissionais especialistas em marketing. Aqui, vamos incluir todos os profissionais como os redatores, os especialistas em SEO, os profissionais que atuam com atendimento, entre outros. Nesse caso, o profissional especialista em marketing pode atuar tanto com as agências, em uma contratação PJ, ou mesmo com o cliente diretamente, dependendo da sua experiência e até mesmo dos seus parceiros e trabalhos que formam um time completo.

4- Fotógrafos

Saindo um pouco da área de criação de sites e da publicidade, temos outras opções de atuação como freelancer que podem ser enquadradas como pequenas empresas. Entre eles, temos os fotógrafos, que há muitos anos atuam por conta própria – e continuam fazendo isso durante a pandemia de coronavírus. Um fotógrafo pode trabalhar de maneira artística, com pessoas, fotografando paisagens, produtos e também notícias. É uma área bastante dinâmica e bem interessante para quem prefere atuar de maneira solitária, sem a necessidade da contratação via CLT.

5- Músicos e artistas no geral

Por fim, uma possibilidade para quem trabalha como artista, seja como músico, ator, pintor ou qualquer outra situação que exija um trabalho mais livre, é atuar como freelancer. Nesses casos, é possível se enquadrar como MEI, como microempresa ou mesmo como autônomo. O importante é se formalizar e ser criativo para conseguir se manter, mesmo em um momento tão difícil quanto esse que vivemos desde o ano passado. No caso dos músicos, por exemplo, é possível abusar das lives e das apresentações digitais, que trazem algum retorno financeiro e conseguem reunir um número maior de pessoas em um mesmo momento. Embora seja um momento muito difícil para os artistas no país, a internet abre portas e permite que mais pessoas possam conhecer o seu trabalho. Aproveite!

Conclusões

Atuar como freelancer tem sido uma solução muito boa para aquelas pessoas que precisam ficar em casa e que, de certa forma, não conseguem ou não desejam ter um emprego formalizado via CLT. Como dica final, é essencial que você procure um contador para que ele possa formalizar a sua atuação como freelancer, especialmente se você precisa declarar imposto de Renda Pessoa Física. Mesmo trabalhando em casa, é importante estar em dia com os fiscos para evitar multas e inadimplência.

Lembre sempre que os fiscos, como a Receita Federal, cruzam dados e que se formalizar é a melhor estratégia para quem quer continuar atuando na sua área – e até mesmo crescendo e expandindo os negócios!

Gostou das dicas que trouxemos hoje sobre a atuação do freelancer na pandemia? Entre em contato conosco caso você precise de um contador especializado em profissionais liberais, autônomos, freelancers e pequenas empresas. Vamos te ajudar a se formalizar e garantir o melhor da sua atuação durante esse momento tão difícil que vivemos! E não deixe de compartilhar o texto nas redes sociais com seus amigos e familiares. Até a próxima.

Fale com o consultor, é grátis :)