Compartilhe:

Quais as mudanças que o IR 2022 trará este ano?

O IR 2022 está com muitas mudanças que englobam principalmente a tecnologia e a preocupação da Receita Federal em tornar a declaração mais rápida, efetiva e mais simplificada para o contribuinte. Com isso, com acesso à internet e aos smartphones, a Receita Federal tem buscado modernizar o processo de declaração e até mesmo não exige mais que o contribuinte precise baixar o programa em um computador, sendo possível fazer tudo apenas pelo celular, inclusive o pagamento devido do imposto. Para 2022, algumas das novidades já estão valendo, então vamos saber quais são elas para que possamos ficar por dentro – e quem sabe fazer uma declaração muito mais rápida e simplificada. Veja abaixo!

Veja abaixo as mudanças do IR 2022

Sem mais delongas, separamos as principais mudanças do imposto de renda 2022 para quem irá declarar este ano o exercício de 2021. Todas elas já estão valendo e podem ser aproveitadas para facilitar o processo de declaração

1- Pagamento e recebimento via PIX

Não é novidade que os brasileiros curtiram muito a possibilidade de pagar suas contas via Pix e até alguns estabelecimentos comerciais estão utilizando esse sistema, que é prático, rápido e muito seguro também, já que só precisa de um smartphone para que a transação seja finalizada com sucesso. 

O pagamento e recebimento via Pix já é possível para receita federal e quem estiver com imposto a dever poderá fazê-lo diretamente no aplicativo do seu banco utilizando o código oferecido pela receita, com a transação sendo completada praticamente na hora. Para quem tem imposto a receber também será possível cadastrar o Pix para esse recebimento mais rápido.

Com isso, a Receita Federal espera facilitar todo processo garantir que as pessoas faça o seu pagamento muito mais rápido e sem a necessidade de esperar cair em débito automático, o que fazia com que muita gente esquecesse de deixar o valor disponível na conta – nesse caso, era preciso que imprimir uma nova guia em um processo mais burocrático e dificultoso. Com o PIX, é possível pagar na hora e resolver o problema sem muitos empecilhos.

2- Possibilidade de deduzir os testes de COVID

Todos sabemos que ainda estamos vivendo uma época de pandemia onde os gastos com exames e também com o médico são altos para alguma parcela da população. Por isso, a Receita Federal garantiu que as pessoas pudessem deduzir os testes de COVID no seu imposto de renda. Porém, apenas os testes laboratoriais foram permitidos, já que os testes rápidos, infelizmente, não entraram nessa lista. Então, se você tem testes a deduzir, saiba que apenas os testes realizados em laboratório, como o chamado PCR, tem validade. Além disso, é preciso apresentar a nota fiscal comprovando que ele realmente ocorreu naquele ano. 

3- Entrega mais digital, com uso de smartphones 

A Receita Federal também está disponibilizando um aplicativo para que seja possível preencher o seu imposto de renda sem a necessidade de baixar o programa e utilizar um computador para isso – algo que deixava algumas pessoas de fora da possibilidade de preencher a declaração, fazendo com que elas fossem obrigadas a pagar um contador ou até mesmo a ir em alguma casa de parentes para baixar o programa, já que muitas não tinham acesso ao computador ou laptop. Agora, é possível fazer uma declaração simples pelo celular baixando um aplicativo, o que vai agregar muito mais pessoas e vai garantir que elas tenham mais acesso aos benefícios de declarar imposto – mesmo que não sejam do grupo que está obrigado a fazer isso. 

O aplicativo se chama “Meu Imposto de Renda”, está disponível tanto para android quanto para iOS e é gratuito, muito fácil de mexer e bastante interessante para quem não tem um computador em casa ou mesmo prefere fazer o imposto de renda diretamente pelo celular. 

Por que a receita federal está digitalizando cada vez mais os processos?

Algumas pessoas podem se perguntar o porquê a Receita Federal está possibilitando o Pix ou trabalhando com aplicativos e digitalizando todos os processos de uma forma que ele fique mais acessível a todos. 

Obviamente, a resposta está na própria pergunta, que é a possibilidade de garantir que todos consigam fazer o seu imposto de renda, mesmo aqueles que não estão no grupo obrigatório e que muitas vezes deixavam de entregar a declaração  – essas pessoas acabavam não tendo um comprovante de renda por serem autônomos ou trabalhar fazendo bicos. Agora, elas terão mais possibilidades de estarem formalizados e vão poder fazer tudo de uma maneira muito mais prática, inclusive o pagamento via Pix que vai facilitar e vai agilizar o processo. 

O Pix, por exemplo, é uma forma de garantir que a receita receba mais rápido e os contribuintes também, deixando todo processo do imposto de renda mais automatizado e simples. A ideia da Receita Federal é aproveitar as tecnologias a seu favor, oferecendo acessibilidade e, com certeza, mais rapidez para as declarações. Outro ponto que pode ajudar a Receita Federal é que a digitalização é capaz de agilizar o processamento de dados, garantindo mais rapidez na identificação de possíveis fraudes ou sonegações.

Gostou de saber mais sobre as mudanças do IR 2022? Se estiver perdido e precisando de ajuda, entre em contato conosco, especialmente se você for um empresário que fará o imposto completo para garantir um pagamento menor. 

E não deixe de compartilhar o texto nas redes sociais com seus amigos e familiares. Até a próxima! 

Fale com o consultor, é grátis :)